Reforma ortográfica

Parte I

Alfabeto, trema e acentuação gráfica

 

1. Alfabeto

 

Agora possui 26 letras, com o acréscimo de k, w e y, que serão usadas em nomes próprios, palavras estrangeiras e derivadas, siglas e símbolos: Trotsky, km, quilowatt.

 

 

2. Trema

 

Não se usa mais o trema em Língua Portuguesa. Isso não significa que não se pronuncie o u dos encontros gui, gue, qui, que como sempre foi feito. O trema é um sinal gráfico que indica a pronúncia do u, portanto a regra vale apenas quando as palavras forem escritas. Alguns exemplos:

 

  ANTES DEPOIS  
 
agüenta, argüir, cinqüenta, conseqüência, delinqüir, freqüente, lingüiça, lingüística, pingüim, qüinqüênio, qüiproquó
aguenta, arguir, cinquenta, consequência, delinquir, frequente, linguiça, linguística, pinguim, quinquênio, quiproquó
 

 

 

3. Acentuação gráfica

 

● Não se acentuam mais os ditongos abertos tônicos -ei e -oi paroxítonos.

 

  ANTES DEPOIS  
 
assembléia, colméia, heróico, paranóico
assembleia, colmeia, heroico, paranoico
 

 

Não vá pensando que todos os acentos dos ditongos abertos tônicos -ei, -eu, -oi "caíram". É lamentável que os reformadores tenham aumentado a dificuldade acerca desse acento, mantendo-o para os ditongos abertos tônicos -ei, -eu, -oi das palavras oxítonas ou dos monossílabos tônicos.

 

Continue a escrever como antes: anéis, chapéu, céu, mói, anzóis.

 

● Não se acentuam mais os hiatos tônicos -oo e -ee.

 

  ANTES DEPOIS  
  crêem, dêem, lêem, vêem (do verbo ver), côo (do verbo coar), vôo, enjôo, abençôo creem, deem, leem, veem (do verbo ver), coo (do verbo coar), voo, enjoo, abençoo  

 

● Não se acentuam mais, nas palavras paroxítonas, -i e -u tônicos precedidos de ditongos.

 

  ANTES DEPOIS  
  feiúra, boiúno, Sauípe feiura, boiuno, Sauipe  

 

O acento permanece:

 

     - nas proparoxítonas: cheiíssimo, maiúsculo

 

     - nos demais casos em que a regra do -i e do -u hiatos tônicos sempre se aplicou: baú, saúde, cafeína, saíste.

 

As palavras proparoxítonas ou paroxítonas com acento circunflexo podem também ser acentuadas com acento agudo: econômico/ económico, colônia/colónia.

 

Não perca tempo com essa alteração. Acentue como sempre acentuou.

 

Não se acentua mais o -u tônico das formas verbais com encontros -gue, - que, -gui e -qui.

 

  ANTES DEPOIS  
  averigúe, apazigúe, apazigúem, argúem, argúi, obliqúe, redargúi, redargúem averigue, apazigue, apaziguem, arguem, argui, oblique, redargui, redarguem  

 

● Elimina-se o acento diferencial de algumas palavras homógrafas.

 

  ANTES DEPOIS  
  pára (verbo parar) e para (preposição); péla (verbo pelar) e pela (preposição); pólo, pôlo (substantivos) e polo (preposição arcaica); pélo (verbo pelar), pêlo (substantivo) e pelo (preposição), pêra, péra (substantivos) e pera (preposição arcaica) para (verbo parar) e para (preposição); pela (verbo pelar) e pela (preposição); polo, polo (substantivos) e polo (preposição arcaica); pelo (verbo pelar), pelo (substantivo) e pelo (preposição), pera, pera (substantivos) e pera (preposição arcaica)  

 

Mantêm-se os seguintes acentos diferenciais:

 

     - pôde (3ª pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo) e pode (3ª pessoa do singular do presente do indicativo)

 

     - pôr (verbo) e por (preposição)

 

     - derivados de ter e vir, na forma como já é tradicionalmente conhecida: ele tem/ eles têm, contém/contêm, ele vem/eles vêm, intervém/intervêm

 

FECHAR

 

 

 

© 2007 Pedro J. Nunes. Todos os direitos reservados.