Iniciais maiúsculas

 

Usam-se em:


◊ Início das frases.


◊ Nomes próprios (ou comuns personificados) de pessoas, personagens e apelidos: Antônio, Lobo Mau, Júpiter, Manhoso.


◊ Nomes de cidades, logradouros, etc.: Vitória, Praça Costa Pereira.

Obs.: O uso de minúscula é opcional na designação de logradouros públicos, edifícios, etc.: rua do Vintém, edifício Fábio Ruschi.


◊ Nomes sagrados, religiosos e instituições: Deus, Virgem Maria, Páscoa, Igreja Católica, Senado.

Obs.: Em nomes de santos, o emprego de minúscula é opcional: santo Agostinho.


◊ Épocas históricas, grandes acontecimentos: Idade Média, Independência do Brasil, Era Atômica.


◊ Escolas, disciplinas, títulos de obras, jornais, revistas: Universidade Federal do Espírito Santo, A Gazeta.

Obs.: Há outras alternativas em títulos de obras (Flores do Mal ou Flores do mal) e nomes de disciplinas (Português ou português, Matemática ou matemática). Em caso de dúvida, opte pela inicial minúscula: polui menos.


◊ Nomes de leis, decretos quando em linguagem oficial: Lei nº X, Decreto nº Y.


◊ Pronomes de tratamento e cargos que os acompanham, no vocativo. No texto corrente os cargos devem ser grafados em minúsculas: juiz de direito Fulano de Tal.


Veja mais clicando aqui.

 

FECHAR

 

 

 

© 2007 Pedro J. Nunes. Todos os direitos reservados.