Inicial | Artigos | Tira-dúvidas | Reforma ortográfica | Quem é | Contato

 

 

 

 

Possíveis respostas

 

Aproveitamos a oportunidade oferecida por este espaço para esclarecer algumas dúvidas encaminhadas pelos usuários da página.

 

Shirley, aterrada como qualquer um de nós diante de uma dúvida de ortografia, escreve: "com relação ao uso da palavra mussarela, tenho conhecimento que ela é de origem italiana, vem de muzzarela, mas encontramos no comércio a grafia mussarela, no Aurélio não consta e no Houaiss parece-me ser mozarela, em quem devo confiar?"

 

Mozzarela, palavra italiana, designa um queijo de búfala ou de vaca de origem napolitana. Desde o século XVI. Incorporada à língua portuguesa, aqui recebeu a grafia mozarela. E é assim que deve ser escrita. Caso o redator de algum texto resolva ser chique e usar a palavra original, o que para a maioria dos falantes do português do Brasil é o máximo, deve destacá-la com aspas, uma vez que não pertence ao nosso idioma. Mas para aqueles que desejam outra forma, existe a grafia em nossa língua: mozarela ou muçarela, conforme estabelece Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa. É só escolher, Shirley.

 

Outra dúvida, desta feita do Cícero: o personagem, a personagem? Pois é, aí vai um dilema em que nos deixam os dicionários: caracterizam personagem como substantivo de dois gêneros. Mas, curioso, atribuem gênero feminino, fixo, a personalidade e pessoa, da mesma origem. Paulo é uma boa pessoa, Paulo tem uma grande personalidade. Daí se conclui, Cícero, que em bom português se escreve a personagem. O personagem é francesismo (também conhecido como galicismo) e não encontra respaldo nos nossos melhores gramáticos.

 

E, por fim, nesses dias de crise na Ásia, algumas pessoas perguntam como se escreve o nome daquele país cujos habitantes estão se opondo ao governo chinês: Tibete, essa é a escrita. Alguns locutores esnobes pronunciam [tibé], mas isso é outra língua.

 

VOLTAR

 

 

 

© 2007 Pedro J. Nunes. Todos os direitos reservados.